Doi a picada do mosquito da dengue?

picada do mosquito da dengue
Pixabay

As picadas de dengue não coçam nem causar dor

No entanto, nem todas as picada do mosquito da dengue, Aedes aegypti podem infectar uma pessoa com o vírus. Marina da Ross Malacarne, especialista em doenças infecciosos, disse: “Só as meninas infectadas com o vírus transmitem dengue. e para infectá-los Eles precisam sugar o sangue do paciente. Após 10 dias, a mulher tem o vírus nas glândulas salivares e é capaz de infectar a doença.

No momento da picada, é difícil perceber a ação do Aedes aegypti, pois o insecto não deixa vestígios na pele. A saliva do mosquito contém vários analgésicos e anticoagulantes que evitam que o mosquito seja notado durante a picada. Sem dor, sem coceira, sem marcas ”, advertiu.

Repelentes de mosquito ajudam a prevenir picadas de mosquito.

Doi a picada do mosquito da dengue
Pixabay

Por conta dessa característica, é fundamental tomar alguns cuidados, como eliminar fontes de água estagnada e sempre usar repelentes. Como usar roupas que embrulharem sua pele também é uma jogada inteligente. “Um mosquito não voa alto, compreende a picar ao amanhecer e ao anoitecer mas pode acontecer a qualquer hora do dia”, diz a médica.

Após o período de incubação do virus no corpo humano (que varia de 4 a 10 dias), a dengue começa a apresentar seus primeiros sintomas. A febre é repentina e alta, acima de 38 ou 39 graus, e o paciente sente dores em todo o corpo incluindo músculos e articulações, dor de cabeça, fatiga intensa, náuseas, vômitos e manchas vermelhas na pele.

Quando você deve ter cuidado com as picadas de mosquito?

O Aedes aegypti é o mais preocupante na maioria das cidades-estado por transmitir doenças como dengue e Zika vírus.

No Brasil, milhares de casos de Aedes aegypti são comunicados a cada ano. Embora sua época de reprodução seja favorável durante os meses chuvosos, é importante conhecer o mosquito ao longo do ano, combater criadouros e adoptar medidas de proteção, como o uso de repelente. Se mesmo assim você acabar se expondo e sendo picado, não é preciso se desesperar, mas você deve ficar alerta se:

  • Os mosquitos têm listras brancas no corpo cabeça e pernas, um sinal do Aedes aegypti;
    Se a picada ocorreu em uma floresta / campo ou área urbana e as autoridades foram alertadas para a infeção.
  • Se você desenvolver sintomas da doença por Aedes dentro de 15 dias após a picada;
    Se você já foi infectado com o virus da dengue, corre maior risco de sintomas mais graves.

Se você tiver sintomas, a melhor orientação envolve consultar um médico para avaliação, diagnóstico e tratamento adequado. Os profissionais que podem fazer a diagnose são o infectologista e o médico da atenção primária. A automedicação pode agravar a situação e deve ser evitada.

Como prevenir picada do mosquito da dengue

Elimina potenciais criadouros em sua casa e denuncie locais que proponham risco à saúde favorecendo a multiplicação do Aedes aegypti, como os entulhos.

Usar telas nas janelas e não deixe portas e janelas abertas durante o nascer e o pôr do sol.
Para residências com crianças, instale mosquiteiros no berço e no carrinho
Escolhe roupas de cores claros que revestiram todo o corpo pois o Aedes aegypti atrai suor e cores escuras.

Usar repelente em partes expostas do corpo ao visitar locais sem barreiras de proteção, áreas florestais / rurais e áreas urbanas com alto índice de infestação.

Os mosquitos não podem ir além de paredes

Os-mosquitos-nao-podem-ir-alem-de-paredes

A conscientização da população sobre os principais métodos de prevenção da dengue se dá principalmente por meio de agentes médicos. Receba treinamento, testes caseiros e conselhos sobre como proteger os criadouros do Aedes aegypti. As pessoas estão mais inclinadas a rejeitar esta intervenção.

A Cruz Vermelha Brasileira (CVB), uma organização filantrópica de ajuda humanitária, também viu o alcance restringido de seus voluntários durante esse período. A instituição colabora com a marca de inseticida e alarme SBP no movimento ‘ Juntos Contra o Mosquito’ desde 2017, que já envolveu 18 mil famílias – ou 72 mil pessoas – em campanhas de educação e limpeza e atingiu mais de 100 mil pessoas. cidadãos através de doações de produtos durante a pandemia de covid-19.

“Antes atuávamos trabalho braçal. Vamos para casa e conversamos com as pessoas. Tivemos que nos adaptar rapidamente à epidemia porque, além da covid-19, as arboviroses continuar a se dispersar ”, explica Julio Cals, presidente nacional do CVB.

Impacto no sistema de saúde

O Acre é um exemplo que ilustra a gravidade da disseminação simultânea de duas doenças no mesmo local. Ao mesmo tempo, o estado sofria com a progressão da pandemia de covid-19, a chegada de grandes inundações e o surto de uma nova dengue. Em fevereiro de 2021, no auge da segunda onda de coronavírus no país 80 % dos atendimentos do Pronto Socorro do Acre da capital estavam relacionados à dengue.

“O Brasil não estava preparado para essa epidemia. Nosso hospital há muito entrou em colapso. Infelizmente, Integrity é uma das pastas mais difíceis de se trabalhar. Está sempre nos bastidores ”, criticaram os ativistas.

No início deste ano, o Acre declarou estado de emergência porque, mesmo com a abertura de dois hospitais de campanha, não havia leitos e profissionais suficientes para atender pacientes com coronavírus e infectados pela arbovirose. Embora a propagação da covid tenha uma alta taxa de mortalidade, uma média de 500 casos por dia foram relatados em 1,88 % dos casos de dengue infectados. “Foi de partir o coração. As pessoas não tinham para onde correr”, disse o presidente.

Métodos Completos de Prevenção da Dengue

Sem a possibilidade de uma conversa presencial, as estratégias utilizadas pela SBP e pela Cruz Vermelha Brasileira para transmitir mensagens educacionais sobre a prevenção do mosquito para a disseminação da doença foram: paineis informativos, guias educativos, áudio automotivo e programas de rádio comunitária. influenciadores locais, bem como um amplo portfólio de produtos para ajudar a evitar mordidas. O objetivo é que todos, desde crianças a idosos, entendem a importância de manter suas casas limpas e seguras.

LEIA TAMBÉM

Como? Alguns comportamentos simples já ajudam a combater o mosquito da dengue. São elas:

  • Feche o tanque de água;
  • Não permita que a água se acumular-se no fogão
  • Feche o lixo;
  • Usar areia em vasos de plantas.
  • Descarte garrafas e outros recipientes de cabeça para baixo.
  • Deixe a lona esticada.
  • Retire a água do pneu.

Além dessas precauções Uso contínuo de inseticidas, inseticidas e inseticidas As famílias estarão mais protegidas contra mosquitos transmissores de doenças. No entanto, essa precaução deve ser observada por todos: estar ciente da necessidade de ação coletiva significa garantir uma segurança efetiva.

Mas como pode ser prevenida?

A principal prevenção é se proteger do mosquito, que costuma picar durante o dia. Confira mais dicas para evitar picada do mosquito da dengue:

  • Um repelente contendo DEET, picaridina, IR3535 e paramentanodiol. Pode fornecer proteção mais longa. Utilizar telas nas janelas ou ar-condicionado;
  • vestindo camisas de mangas compridas, calças compridas e entornos ou roupas tratadas com permetrina.
  • Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha o lixo bem vedado;
  • Não jogue lixo no terreno baldio.
  • Jogue todos os itens que acumulam água no lixo, como recipientes usados, potes, latas, copos, garrafas vazios.
  • Manter o saco de lixo bem fechado e fora do alcance dos animais até que seja recolhido pelo serviço de limpeza municipal;
  • Enche um pequeno vaso de plantas com areia até o final.
  • Se você não colocou areia e água no vaso lave-o com uma escova e água com sabão. Faça isso uma vez por semana;
  • Se você tem um vaso de planta aquática, troque a água e lavar o vaso pelo menos uma vez por semana, principalmente por dentro, com escova, água e sabão;
  • Evitar que a água da chuva se acumular na laje.
  • Remova folhas, galhos e qualquer outra coisa que possa impedir que a água escorra pela calha
  • Retenha sempre o reservatório de água fechado com uma tampa adequada;
  • Manter as cubas e tambores de água bem fechados;
  • Lavar o interior do reservatório de água semanalmente com uma escova e sabão.
  • recipientes usados ​​para armazenar água em casa, como vasos, garrafas, potes, baldes, devem ser lavados principalmente por dentro com escova e sabão.

Referências

Disponível <https://mosquito.saude.es.gov.br/mitos-e-verdades>, acessado em 23/04/2022.

Disponível <https://drauziovarella.uol.com.br/infectologia/conscientizacao-e-prevencao-completa-sao-fundamentais-para-controlar-os-problemas-causados-pela-dengue-no-brasil>, acessado em 23/04/2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.